Rua Padre António Vieira, Edifício da AAC, 3000-315 Coimbra gefac.uc@gmail.com 239 826 094

A Água Dorme de Noite

 

SINOPSE

Minhas mãos molho

Minha cara lavo

Para fazer serviço a Deus

E arrenegar o Diabo.

 

As palavras são os gestos de uma cultura.

As noites de S. João Baptista estão envoltas em rituais, crenças e superstições, momentos em que o religioso e o pagão se cruzam numa entidade popular indefinível.

O mote foi a água. A partir dessa ideia voltamos atrás, tentámos reencontrar os segredos, as histórias que emanam da fonte e que correm até ao mar.

Este é um espectáculo circular tal como a água e a história de todos nós. Histórias que se contam no tampo de uma mesa, à luz tosca de uma lâmpada, desfiando os meandros de uma memória, que habita entre o real e fantástico.

Uma noite de S. João Baptista permaneceu na memória de um rapaz como um sonho. A passagem da idade adolescente para a idade adulta é motivo de festa comunitária. Assim, se cumpre a passagem de testemunho, as esperanças comuns, os direitos e os deveres, a herança e o devir dessa comunidade. Ele será a personificação do novo homem: sujeito ao tempo, reflexo do passado. Mas este novo homem é também o espelho de um novo ciclo, com os seus medos, os seus caprichos, as suas próprias esperanças, que passam muitas vezes pelo ficar ou pelo partir.

Tal como vida tem os seus ciclos, também este espectáculo é composto por esse eterno retorno onde tudo começa e tudo acaba, partindo da terra, que nos olha, e mergulhando no mar, que nos fecha os olhos.

“Tudo dura o que duram os reflexos agitados. Só este rio imenso segue o seu curso inalterável e incessante para aquele mar profundo.” Raul Brandão, Os Pescadores

FICHA ARTÍSTICA/TÉCNICA

Concepção artística: GEFAC

Concepção musical: GEFAC e Quiné

Grafismo: Henrique Patrício

Vídeo: Nuno Patinho

Imagens: O Povo que Canta

Textos: Tradição Popular e Raul Brandão

Desenho de Luz: GEFAC e Gilberto Pereira

Cabeçudos: GEFAC e Delphim Miranda

Carpintaria: Laurindo Fonseca

Serralharia: Carlos Batista

Confecção: Celeste Marques

Produção: GEFAC

 

Estreia | 10 de Março de 2005 | TAGV

Nº de apresentações públicas: 13

 

 

Cartaz-A-Água-Dorme-de-Noite-azul DEZEMBRO

Partilhar